whatsapp.png

Faça parte da nossa rede de apoio ao empreendedorismo laboratorial e receba notícias em seu e-mail e material bônus em seu Whatsapp. 

Clique e conheça nossos apoiadores:

Logo aceleralab.png
Cepheid-logo-horizontal.png
SBAC.png
logo.png

Como Motivar a sua Equipe de Trabalho em meio à Pandemia





Decretada a pandemia, novos hábitos e práticas surgiram, tornando possível que alguns colaboradores administrativos trabalhem de forma remota. Ainda assim, uma boa parte dos funcionários segue lidando com o público, e com muito receio de ser contaminado pelo novo coronavírus.


Com tantas mudanças em sua rotina, muitos colaboradores estão encontrando certa dificuldade em manter o equilíbrio emocional, de modo que sintomas como depressão, ansiedade, incerteza e estresse começam a aparecer. Tendo esse cenário em mente, na pauta de hoje, destacamos alguns pontos que merecem atenção e que podem auxiliar os gestores a manterem sua equipe motivada durante esse período de distanciamento social. Confira!



A importância do acolhimento


Para que o laboratório continue funcionando em harmonia, é importante dar atenção ao bem-estar dos funcionários. Isso significa ajudá-los a enfrentar as dificuldades decorrentes da pandemia, tais como: a mudança na aplicação das aulas (à distância) nas escolas e universidades, a alteração nos horários dos meios de transportes públicos e as incertezas trazidas pela COVID-19.


Mesmo que algumas pessoas estejam trabalhando remotamente, enquanto outras seguem frequentando o laboratório, é momento de trabalhar as relações humanas. Nesse sentido, a escuta empática e compassiva permite um tipo de compartilhamento seguro e necessário para manter um ambiente positivo e acolhedor.



A segurança como prioridade


É difícil para os colaboradores se sentirem motivados quando não se sentem seguros em seu próprio ambiente de trabalho. Por essa razão, é de extrema importância garantir que o laboratório esteja em conformidade com as diretrizes dos governantes, transmitindo assim a valorização da saúde dos funcionários, ainda que seja por meio de atitudes simples como a disponibilização de higienizante para as mãos ou de luvas e máscaras para toda a equipe.



Liderando pelo exemplo


Em tempos de crise, a figura e postura de um líder é imprescindível. Afinal, é ele quem irá direcionar o laboratório em meio aos novos desafios impostos, assim como o trabalho dos colaboradores, visando a segurança de todos e o atendimento da demanda, seja para o mapeamento epidemiológico da região, seja para a realização de exames de rotina.


Mesmo sabendo que as incertezas também afetam um líder, como citado na pauta “Quem motiva o gestor do laboratório”, os funcionários precisam de alguém que permaneça calmo e que estabeleça um plano claro para lidar com a situação, ainda que ocorram alterações estratégicas ao longo do caminho.



Reorientação das atividades


Muitos colaboradores estão descobrindo que nem todas as tarefas desempenhadas no local de trabalho podem ser realizadas facilmente pelo serviço remoto. Seja pela conexão da internet, pelo acesso a pastas e arquivos do laboratório, e até mesmo pela interrupção de familiares, pode ser que algumas tarefas tenham que ser provisionadas com antecedência e prazos de entrega mais flexíveis.


Caso o movimento do laboratório esteja abaixo do normal, vale aproveitar a oportunidade para organizar as áreas de trabalho e a caixa de e-mails, pois essa mudança permitirá que os funcionários se sintam ocupados e mais produtivos, apesar dos contratempos.



Lidando com funcionários solitários


Muitos laboratórios contratam estudantes para auxiliar em funções administrativas e de atendimento. Com a mudança de aplicação das aulas nas universidades, isto é, à distância, assim como as restrições de viagens, é compreensível que o único contato que eles tenham com outras pessoas seja por meio do computador. Desta forma, para os gestores que possuem funcionários nessa situação, seria interessante dedicar um tempo a mais para conversar com eles, presencialmente ou por meio de uma videochamada.


Além disso, uma reunião de trabalho pode ser uma forma de o colaborador tirar um pouco o peso emocional do isolamento social. Uma estratégia igualmente interessante é adotar o “happy hour digital”, em que os colaboradores podem “se encontrar” para conversar depois do expediente.

Ainda que seja uma necessidade em períodos de crise, a motivação dos funcionários deve ser uma pauta recorrente da gestão. Sendo assim, caso queira ler um pouco mais sobre o assunto, não deixe de ler o artigo “Como manter os funcionários do laboratório motivados”. Afinal, esse tema requer muito cuidado e atenção por parte dos gestores.