whatsapp.png

Faça parte da nossa rede de apoio ao empreendedorismo laboratorial e receba notícias em seu e-mail e material bônus em seu Whatsapp. 

Clique e conheça nossos apoiadores:

Logo aceleralab.png
Cepheid-logo-horizontal.png
SBAC.png
logo.png

Quem motiva o gestor de laboratório?


A motivação dos colaboradores já foi citada diversas vezes no aceleralab: ela aumenta a produtividade, melhora as relações de trabalho, entre outros tantos benefícios. Mas, se é tarefa do gestor manter a equipe motivada, quem ou o quê motiva o gestor? Confira algumas reflexões sobre fatores motivacionais.


A motivação de um gestor é moldada através da sua personalidade individual e das experiências passadas, podendo ser modificada constantemente a cada etapa da sua trajetória pessoal. Examinar as suas motivações enquanto gestor permite um autoconhecimento e uma forma mais fácil de lidar principalmente quando é preciso entender quando existe a falta de motivação.


Apesar de a maioria dos líderes conduzirem a sua motivação por elementos únicos e complexos, podemos separar os fatores motivacionais em três grandes grupos: Reconhecimento, pessoas e metas.



Motivado por Pessoas


Se você gosta de dar conselhos porque as pessoas valorizam sua opinião, você pode se sentir motivado a motivar outras pessoas. Se você teve alguma experiência inspirando os outros a fazer o melhor e se sentiu recompensado quando alguém conseguiu seguir suas sugestões e obteve sucesso, essa é a sua grande motivação. Ser um bom ouvinte, aproveitar a opinião dos membros da equipe e avaliar e sintetizar as opiniões também pode motivá-lo. Reuniões entre colaboradores podem se tornar uma fonte de motivação para você!



Motivado por Metas


Bons gestores geralmente são orientados para resultados. Se você está comprometido com um projeto, meta ou missão que envolve o laboratório, isso pode ser seu grande fator motivacional. Se você se sente apaixonado por fazer uma contribuição mais significativa, busque sempre quais são os passos do planejamento necessários para o próximo desafio. Como as metas podem demorar para se concretizar por completo, é interessante que, para se manter motivado, você registre o andamento das suas metas. Dessa forma, você consegue ter uma visão geral da situação, e visualizar que as coisas estão acontecendo de fato.



Motivado pelo Reconhecimento


Dentro deste item, inclui-se também a necessidade de aprovação, ou a necessidade de poder, dinheiro e controle. Essas motivações podem ser complicadas, pois resultados financeiros podem ser pontuais ou o controle a organização através do autoritarismo pode ser negativo. No entanto, com uma boa dose de empatia para com a equipe, o gestor que busca autoridade, poder e controle pode equilibrar suas decisões refletindo para que elas sejam tomadas para atender aos melhores interesses da organização e dos seus colaboradores. Se você é desse tipo, tente motivar o restante da equipe: quanto mais pessoas quiserem auxiliá-lo a atingir seus objetivos, mais rápido você obterá resultados.



Dicas para se manter motivado


Agora que você entende um pouco mais sobre o que pode te motivar, veja essas dicas simples para serem implementadas no dia-a-dia para garantir que você não perca o pique.


1. Não passe tempo demais no mesmo problema


Eventualmente nos deparamos com um grande problema que nos impede de atingir um objetivo importantíssimo e perdemos muito tempo procurando soluções que de nada resolvem o problema. Quando isso acontecer, dê um tempo.


Encontre um outro problema menos importante que você consiga solucionar. Além de ser motivador você conseguir resolver um problema, essa energia pode auxiliá-lo a trazer novas ideias e forças para resolver o problema maior.


Outro ponto importante: problemas que dependem de terceiros para solução e do qual você não possa resolver nada, como o aguardado reajuste da tabela SUS, devem ser deixados momentaneamente de lado. Se você não pode fazer nada para mobilizar a resolução do problema, por quê se desgastar sofrendo? Ao invés disso, procure soluções alternativas das quais você pode ter controle e influência, como redução de custos, aumento da clientela particular, entre outros.



2. Gratifique-se nas pequenas conquistas


Tenho certeza de que você sempre terá coisas para fazer. Ser um gestor é atender rotineiramente mais de um setor do laboratório, sendo responsável pela aprovação de pagamentos, contratação de novos funcionários, verificação de estoques, e liberação de resultados. Mas entre essas tarefas rotineiras, você precisa achar um momento para comemorar pequenas conquistas.


Nem toda a gratificação exige muito tempo ou muito dinheiro. Descubra uma atividade que não tenha relação com o laboratório e faça-a sem culpa. Pode ser ler um capítulo de um bom livro, uma ida ao cinema, ou um passeio em família. Não deixe que as pequenas conquistas do laboratório passem batido: elas podem ser sua maior fonte de motivação.



3. Não perca tempo com fontes de informações negativas


A internet, principalmente o facebook, está recheado de informações que, além de serem negativas, podem ser falsas ou mal interpretadas/divulgadas. Ao perder muito tempo consumindo conteúdos políticos, econômicos ou de opinião pública de cunho negativo, que de nada ajudará no seu desenvolvimento, você pode acabar desmotivado desnecessariamente.


Esse desgaste pode ser profundo ao ponto de retirar a sua energia para conduzir atividades importantes e necessárias dentro do laboratório! É imprescindível se manter informado, mas tente não perder muito tempo com isso e absorva somente o conteúdo que vai te ajudar de alguma forma. Prefira livros, filmes e revistas de fontes relevantes.



4. Cerque-se de pessoas positivas


Todos nós temos dias ruins. Mas existem pessoas que fazem questão de reforçar as partes negativas do dia, e, por consequência, conseguem contaminar um ambiente inteiro! Por isso, além de evitar pessoas muito negativas no laboratório, tente colocar em seu ciclo de amizades pessoas que possuem uma maneira positiva de levar a vida.


As pessoas positivas conseguem transformar até as situações mais desastrosas em algo mais leve, dando um novo significado para um problema que poderia ser desmotivante. Essas pessoas também têm o poder de responsabilizar menos os outros pelos problemas, e costumam buscar soluções possíveis e através de mudanças de atitudes.



5. A procrastinação nos diz muito


A procrastinação, o mal do século, nos diz muito sobre motivação: postergar a realização de alguma tarefa pode significar que não gostamos muito de executá-la, e é normal acontecer. Mas quando postergar significa procrastinar em muitas coisas, pode ser que você não esteja tão contente com o seu trabalho ou a forma como você está conduzindo ele. E fazer algo que não nos agrada é desmotivante.


Por isso, pare para pensar: por que você não quer mais desempenhar determinadas tarefas? O que não te agrada na rotina e pode ser terceirizável para alguém que tenha competência? O que pode tornar uma tarefa chata igualmente prazerosa?

6. Descanse


Ser empreendedor e descansar são duas coisas que não parecem andar juntas, pois nos pegamos várias vezes trabalhando fora do horário comercial, finais de semana e feriados. Mas isso pode ser prejudicial se não houver parcimônia, pois o descanso deve acontecer, inclusive, dentro do horário de trabalho. Faça pequenas pausas para um café, uma breve leitura ou simplesmente para dar uma volta dentro do próprio laboratório.


Se precisar, vá até a padaria da esquina! A motivação pode estar em uma conversa despreocupada com um conhecido que você encontrou no meio do caminho.

#motivação #gestor #desmotivação #laboratório