Clique e conheça nossos apoiadores:

Logo aceleralab.png
Cepheid-logo-horizontal.png
SBAC.png
logo.png
whatsapp.png

Receba nossas atualizações por Whatsapp! Gratuito, relevante e aplicável.

Mindfulness no Mundo Corporativo, É Possível? por Marina Campos





Um dos maiores desafios da atualidade é nos conectarmos ao que estamos fazendo de fato. As distrações são inúmeras, e manter o foco em uma única atividade vem se tornando cada vez mais difícil. Quantas vezes no decorrer do dia nos percebemos realizando uma atividade e pensando em outra? Quantas outras vezes nem percebemos o que de fato estamos fazendo? Normalmente estamos dirigindo e pensando na reunião de trabalho ou mesmo almoçando e nem nos damos conta do sabor do alimento que estamos comendo. Se não estamos prestando atenção nem àquilo que comemos, quanto da vida será que estamos perdendo?

Estamos querendo tudo, o tempo todo e ao mesmo tempo. Os transtornos de ansiedade passaram a ser vistos como algo normal, que fazem parte do nosso dia a dia. Se antes da pandemia da COVID-19, o Brasil já era considerado o país mais ansioso do mundo, agora isso deixa de ser uma preocupação e passa a ser uma urgência.


Mais do que nunca as empresas têm sentido o impacto de tudo isso em seus colaboradores, o que dificulta cada vez mais a tão almejada saúde da equipe. Lembrando que segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), saúde não é apenas a ausência de doença. Saúde é o completo estado de bem-estar físico, mental e social.


Colaboradores satisfeitos com sua atividade e com sua própria vida vêm se tornando uma das principais necessidades nas empresas, de modo que, recentemente tem-se dado muita importância para qualidade de vida dentro do ambiente de trabalho.


O avanço de pesquisas na área de neurociência comprovam que a meditação mindfulness é benéfica à saúde física e mental. Os estudos têm mostrado que este tipo de meditação está associada a melhora na qualidade vida, por meio da qualidade no sono, da resposta imunológica e do retardo do envelhecimento celular, entre outros muitos benefícios. Esta prática tem sido muito utilizada em ambientes empresariais por estar associada ao aumento de foco, concentração, melhora no planejamento e criatividade, além de diminuição do estresse e da ansiedade.

Mindfulness ou atenção plena é um estado da mente, uma habilidade, que significa prestar atenção ao presente momento de forma intencional. Como por exemplo, dirigir e prestar atenção em dirigir, comer e perceber o sabor da comida. É um estado de presença, com abertura, curiosidade e gentileza a tudo aquilo que se apresenta. É estar com o que está, do jeito que está, enquanto estiver. É sustentar quem nós somos. Este estado pode ser treinado, pode ser desenvolvido. Uma das formas é por meio de práticas de meditação mindfulness.


Basicamente, trata-se de uma técnica guiada por um profissional habilitado e capacitado, que faz com que, durante alguns minutos a pessoa foque toda sua atenção, por exemplo, na sua respiração (denominada âncora atencional) que pode ocorrer dentro do ambiente de trabalho.

Daniel Goleman, autor de diversos trabalhos sobre Inteligência Emocional e Liderança, compara o funcionamento do nosso cérebro com os músculos do nosso corpo. Toda vez que a nossa atenção divaga e é trazida de volta, estamos fortalecendo os circuitos cerebrais, assim como quando vamos para a academia para fortalecer os músculos do nosso corpo. As empresas vêm usando esta técnica não apenas porque querem seus colaboradores mais focados, mas também para que possam aprender a desenvolver a qualidade de vida, o bem-estar e o autocuidado.


Uma pesquisa publicada na revista Science, constatou que 47% do nosso tempo não estamos prestando atenção àquilo que está acontecendo naquele momento. É assustador perceber que quase metade do tempo que passamos acordados, não estamos prestando atenção ao que está acontecendo. Quantas vezes não voltamos para casa para conferir se desligamos o fogão, ou se trancamos a porta?


Percebe-se que quase metade da nossa vida, passamos vagueando, sendo levados, deixando com que a vida passe por nós. O mesmo estudo mostra ainda que pessoas distraídas são pessoas infelizes. Para que possamos estar felizes é necessário que estejamos atentos, presentes, em contato com o que está acontecendo e uma das formas de tornar isso possível é por meio de práticas de meditação. Essa técnica, apesar de bem antiga, vem sendo muito utilizada atualmente para promover o equilíbrio emocional, aumentar o foco e a concentração dos colaboradores nas empresas.


Goleman afirma que capacitar os colaboradores a se concentrar na sua própria respiração, faz com que eles se tornem mais focados. E consequentemente, uma equipe mais concentrada faz com que a empresa se torne mais próspera.


Estudos têm associado a meditação mindfulness à diminuição da ansiedade, da reatividade e do estresse, além de aumentar o foco, a concentração e a criatividade, pois estimula algumas importantes regiões do nosso cérebro, fortalecendo circuitos, como por exemplo uma área conhecida como córtex pré-frontal, região responsável pelo nosso planejamento, criatividade e concentração. Ao mesmo tempo em que ocorre uma diminuição da atividade da amígdala cerebral, uma região responsável por fazer com que fiquemos presos, lembrando o tempo todo de um evento ruim que aconteceu no passado.


Nossa mente foi feita para pensar, não existe a possibilidade de não pensarmos em nada, de deixarmos a mente em branco. O que existe é um treino, é uma observação dos nossos pensamentos, com o objetivo de não sermos levados por eles. Isso serve para que possamos trazer nossa atenção de volta, gentilmente e intencionalmente, por exemplo, para a nossa respiração, todas as vezes que os pensamentos divagarem.


A calma pode ser uma consequência da prática, mas não deve ser o objetivo. Para meditar, devemos permanecer como estamos. É como ouvir uma música, simplesmente ouvimos. Meditar pode ser descansar a atenção no momento presente, cultivando o foco na respiração.

Os estudos têm mostrado que mesmo curtos períodos de tempo trazem muitos ganhos. Poucos minutos, apenas 3 minutos por dia já proporcionam muitos benefícios.


Agindo assim, dando passos curtos mas firmes, a meditação pode ser de uma forma leve e gostosa, incorporada ao dia a dia e promover uma consciência mais gentil consigo e com os outros. A meditação promove o ganho de respostas mais conscientes, criando mais espaços entre os estímulos e os comportamentos.


As práticas informais de mindfulness são também muito importantes para a nossa vida. Podemos permanece atentos, trazendo a nossa atenção de forma consciente e gentil, para todas as atividades cotidianas. Lembrando que a vida acontece onde colocamos a nossa atenção.

Segundo o monge budista e escritor Thich Nyhat Hanh "A respiração é a ponte que liga a vida à consciência, a ponte que une o seu corpo aos seus pensamentos. Sempre que sua mente torna-se dispersa, use sua respiração como o meio para tomar posse de sua mente novamente."


--

Dra. Marina Campos – Formação em Gestão de Pessoas e Desenvolvimento Humano.


Autora do livro “É Possível? Cultive a vida em Alta Performance”; Biomédica - Mestre e Doutora em Análises Clínicas - USP; Professora da Universidade de Mogi das Cruzes; Sócia do Sancet Medicina Diagnóstica.


Instagram: @marinacampos.mc