whatsapp.png

Faça parte da nossa rede de apoio ao empreendedorismo laboratorial e receba notícias em seu e-mail e material bônus em seu Whatsapp. 

Clique e conheça nossos apoiadores:

Logo aceleralab.png
Cepheid-logo-horizontal.png
SBAC.png
logo.png

Laboratório que encanta - Laboratórios Fontana


O Laboratório que Encanta do mês de maio é o primeiro laboratório do Rio Grande do Sul, e destaque em uma comunidade muito sazonal: o litoral norte gaúcho. Com muitos desafios superados desde a sua fundação na Praia de Balneário Pinhal em 2005, o laboratório possui hoje 25 unidades de atendimento distribuídas pelo litoral e em Porto Alegre e sua região metropolitana. Conversando conosco no Laboratório que Encanta, o Dr. Eduardo Fontana.

Quais são os grandes marcos da trajetória do laboratório?

Acho que a empresa esta rodeadas de marcos, considero que todos foram importantes para que a empresa seja o que ela é hoje. O mais significativo para a empresa se desenvolver foi a construção de nossa área técnica, toda projetada e equipada com equipamentos de ultima geração, levando ao reconhecimento no estado do RS.

A expansão de um laboratório vem acompanhada de uma necessidade de desenvolvimento como gestor. Como foi a transição da bancada para a gestão?

Há mais ou menos três anos, com a saída de um sócio da empresa, tive que assumir toda a parte gerencial da empresa e sair totalmente da área técnica. Neste momento me vi totalmente preso a empresa, vi que se eu continuasse administrar como vinha administrando nunca mais teria férias na minha vida. Foi onde eu vi que tinha que delegar funções, e só supervisionar as funções que eu havia passado aos demais colaboradores.

Atualmente eu me dedico somente a gestão, e a empresa funciona mesmo quando eu não estou presente. Para cada área existem duas pessoas responsáveis, na falta de um, tem outro que pode substituir.

Qual a importância do Controle de Qualidade do laboratório no momento da expansão?

O controle de qualidade é o carro-chefe da empresa, sempre procuramos ter mais do que precisamos, sendo hoje somos um dos únicos laboratórios do Rio Grande do Sul com duas certificações, DICQ e PALC. Com isso somos mais criteriosos, e temos duas empresas verificando nossos métodos, desde o inicio até a entrega do exame. Como se dá a decisão de abrir uma nova unidade de atendimento?

Neste momento não estamos em processo de expansão, o Brasil não está no momento para isso. Estamos deixando mais sólida nossas unidades, modernizando-as, e deixando elas mais fortes. Daqui um, ou dois anos, vamos retomar o processo de expansão, sempre buscando os locais mais carentes, seja em qualidade ou laboratórios na comunidade.

E como você está deixando suas unidades de atendimento mais fortes?

Estamos com um projeto de valorizar mais o quadro de profissionais. Além disso, estamos intensificando o treinamento de nossos colaboradores.

Existiu algum momento em que você foi desafiado na gestão?

Sim, acho que isso acontece todo dia, mais depois de cada dificuldade enfrentada, você se sente mais forte. Acho que a mais importante foi a que citei anteriormente, com a saída do meu sócio. Me vi sozinho, com várias responsabilidades, que antes eram divididas, e naquele momento era preciso assumir todas, a palavra final era minha em todos os âmbitos do laboratório.

A delegação de funções e obrigações não foi da noite pro dia, demorou um pouco para a equipe entender que tinha autonomia. Estimulei os colaboradores a buscar resolver situações sem medo, e acho que me senti bem mais forte que em qualquer momento destes 13 anos.

Falando agora um pouco sobre a experiência do cliente, quais são os elementos do seu laboratório que contribuem para o bom atendimento?

Passo isso diariamente aos meus colaboradores, que gosto de chamar de colegas, que sempre temos que atender de forma digna, com qualidade, sem diferenciação de raça, cor, orientação sexual ou convênio. Todos os clientes nesta empresa devem ser tratados com o devido respeito que merecem.

O litoral durante a temporada de verão sofre um aumento significativo de demanda. O que muda no atendimento de temporada?

Não uma grande mudança, nosso movimento é o mesmo durante o ano inteiro. No verão os moradores trabalham e não fazem muitos exames, daí temos os veranistas, e no resto do ano temos os clientes que moram no litoral.

Para finalizar, uma reflexão: ao que se deve o sucesso do laboratório?

O sucesso se deve à vontade e ao amor pela profissão, pois sempre quis ser bioquímico e ter um laboratório. Sonhava, mas nunca imaginei chegar neste nível, achava que era algo impossível.

A busca pela qualidade fez a empresa tomar direcionamentos diferentes, e o reconhecimento pela classe médica, nos fez referência regional.

---

Eduardo Fontana é Farmacêutico-bioquímico e Pós-Graduado em Análises clínicas.