whatsapp.png

Faça parte da nossa rede de apoio ao empreendedorismo laboratorial e receba notícias em seu e-mail e material bônus em seu Whatsapp. 

Clique e conheça nossos apoiadores:

Logo aceleralab.png
Cepheid-logo-horizontal.png
SBAC.png
logo.png

Dicas para Laboratórios em Dificuldades Financeiras


Em nossa rede de laboratórios do aceleralab conhecemos gestores que estão reformando ou investindo em tecnologias e estruturas para oferecerem mais conveniências e serviços diferenciados aos seus clientes. Mas também temos ciência da realidade que outros donos infelizmente estão passando, devido a baixa remuneração dos convênios e a concorrência predatória que assola o mercado.

Nas duas situações apresentadas acima, os recursos econômicos podem se tornar escassos, e o gestor precisa fazer malabarismos com as contas para não ficarem no vermelho. Ter um plano para lidar com a crise financeira antes que ela surja pode significar muito para o sucesso de um laboratório. Confira algumas dicas sobre como lidar com essa situação:

Reveja seus custos operacionais

Para manter o laboratório funcionando, se criam contas fixas e variáveis. Verifique cada grupo de contas do laboratório e procure entender melhor quais são as contas que podem ser reduzidas, e comece a controlá-las. Crie metas de combate ao desperdício e comunique a todos os colaboradores. Dessa forma você pode garantir uma diminuição do consumo e esse reflexo poderá atenuar os desequilíbrios no seu caixa. Já falamos um pouco sobre custos fixos, variáveis e ponto de equilíbrio aqui.

Revise seus fornecedores atuais

Em tempos de dificuldades em encontrar o ponto de equilíbrio das suas contas, você não pode se apegar a fornecedores antigos: é o momento de solicitar novos orçamentos e verificar se realmente você está com as melhores cotações do mercado. No entanto, cuidado com promoções relâmpago, e fornecedores desconhecidos, afinal, se a validade dos produtos está curta, ou o fornecedor não é de confiança, o seu laboratório pode parar, ou até mesmo ter que descartar produtos que saíram da validade.

É momento também de renegociar contratos antigos, inclusive de internet e televisão a cabo. No mínimo, a ligação pode render alguns benefícios extras, pagando os mesmos valores.

Não é hora de novos investimentos

Se você está com pouco capital de giro, controle o seu impulso de aprovar novas aquisições e investimentos para o laboratório. Espere até o seu fluxo de caixa ficar confortável para que você não sinta o reflexo na hora de pagar as contas. O ideal neste momento é não gastar mais do que você arrecada em um mês de atividade, para que o rombo não se torne maior.

Tente evitar ao máximo empréstimos bancários, mas se precisar, revise bem as condições de pagamento e os juros aplicados nas parcelas. Dessa forma, você evita surpresas e tem a real visão do custo total desta opção.

Mantenha a qualidade, mas faça adequações ao serviço

Você precisa manter a qualidade das suas análises clínicas para manter a confiança do laboratório. No entanto se você possui serviços acessórios como coleta domiciliar, comunique aos seus clientes que estes serviços precisam ter seus valores reajustados para se manterem nos padrões esperados.

É preciso verificar também conveniências como desjejum e laudos coloridos, que são entregas de valor válidas, mas que podem comprometer orçamentos mais apertados. Prefira opções mais simples desses serviços, se for o caso. Oferecer um atendimento humanizado, em que o cliente se sinta muito bem recebido e valorizado, pode significar muito mais para o seu consumidor.

Revise seus processos

Alguns processos do laboratório podem não ser tão eficientes como as análises clínicas de antigamente. Veja se a sua equipe está com uma boa produtividade ou se algum processo está tomando tempo demais dos seus colaboradores. É o momento inclusive de compartilhar o seu objetivo de revisar os processos, e solicitar ajuda do pessoal para identificar pontos de melhoria. O custo da ineficiência operacional é difícil de ser percebido, mas quando identificado pode fornecer melhoras consideráveis, e, assim, reduzir a necessidade de novas contratações.

Foque seus esforços nos clientes atuais

Atrair novos pacientes para o laboratório pode ser uma estratégia mais cara do que promover ações com os clientes que já se encontram na sua base de dados. Por isso, se você tem um movimento considerável hoje, e não precisa urgente de novos pacientes para balancear as contas, aproveite os clientes que já conhecem o laboratório, e reforce os seus diferenciais para que você continue sendo lembrado por eles no momento de fazer os exames laboratoriais. Crie estratégias que estimulem os pacientes a se cuidarem mais, e aumentar a qualidade de vida!

Não pare de Investir em Publicidade

O momento pode não ser o mais propício para gastos extras, mas a falta de investimento em publicidade pode fazer com que até mesmo os seus clientes mais fiéis utilizem a concorrência, se ele tiver uma condição ou estratégia melhor do que a sua. Quem é visto, é lembrado! Já comentamos sobre como investir em estratégias de baixo custo aqui.

Antes de terminar, uma importante reflexão: nem todo o impacto que atinge o laboratório é reflexo da crise. Você pode perder clientes por não atendê-los bem, cobrar mais caro que a concorrência e oferecer menos benefícios e qualidade do que a mesma, não se atualizar, entre outros inúmeros motivos. Por isso, tente refletir sempre:

  • Por que eu não ganho mais clientes?

  • Por que meu número de clientes existentes diminuiu?

  • Por que o laboratório não tem a mesma “fama” de antes?

#financeiro #baixoinvestimento #dificuldade