whatsapp.png

Faça parte da nossa rede de apoio ao empreendedorismo laboratorial e receba notícias em seu e-mail e material bônus em seu Whatsapp. 

Clique e conheça nossos apoiadores:

Logo aceleralab.png
Cepheid-logo-horizontal.png
SBAC.png
logo.png

Como Montar uma Poderosa Equipe de Trabalho no Laboratório


Um bom time de trabalho leva qualquer negócio para o caminho do sucesso. No caso da área laboratorial, até mesmo as pequenas empresas, localizadas em regiões mais afastadas das capitais, podem formar equipes talentosas e capazes de lidar com os desafios do ramo. Na pauta de hoje, vamos analisar o que é preciso para ter um time bem alinhado e de muito potencial.

O que significa ter um time dentro do laboratório?

Ter uma equipe dentro de um laboratório ou de qualquer outra organização significa possuir pessoas cooperativas que, mediante suas habilidades individuais e a troca de feedback construtivo, procuram atingir um mesmo propósito, que é resolver problemas e, consequentemente, alcançar os objetivos do negócio.

O trabalho desenvolvido por um time eficiente possibilita a troca de conhecimento e experiência entre os envolvidos, e aumenta o engajamento por parte dos colaboradores, promovendo agilidade no cumprimento de metas e objetivos do laboratório.

Ponto de atenção: cada pessoa é diferente

Na hora de montar um time, vale lembrar que nenhum ser humano é igual: cada pessoa traz consigo uma bagagem de vida, que carrega experiências diversas (tanto positivas como negativas). Portanto, todo gestor deve considerar que cada membro da equipe terá opiniões e comportamentos diferentes, mas que deverão ser igualmente respeitados. Eventualmente, um funcionário poderá ser punido por seu jeito de pensar, entretanto, cabe ao líder (o gestor do laboratório, em muitos casos) ter empatia, ou seja, ser capaz de se colocar no lugar dos colaboradores, para entender o que motiva cada um deles a ter determinado ponto de vista.

Ninguém é melhor do que ninguém

Cada pessoa possui uma aptidão diferente, mas isso não a torna superior ou inferior ao outro. A questão é que certas habilidades comunicam melhor com determinadas funções. Por exemplo, um funcionário que tenha facilidade em se comunicar vai obter um melhor desempenho se trabalhar com funções relacionadas ao cliente ou ao atendimento. O mesmo não aconteceria se a pessoa ficasse trancada em uma sala para fazer trabalhos manuais, como conferir faturas ou cuidar do estoque.

Além disso, um gestor que demonstra possuir preferência por um membro do time em específico pode desmotivar o restante da equipe e perder a sintonia de trabalho.

Ações que favorecem o sucesso de um time:

1. Ter uma comunicação clara, aberta e eficiente

A comunicação é a chave para construir um time bem-sucedido, por isso, apesar da existência de uma hierarquia clara entre os membros, todos devem ter espaço para expor sua opinião/ideia em algum momento. Para que a comunicação funcione bem, é crucial que as responsabilidades de cada colaborador estejam claras; o que nos leva ao ponto seguinte:

2. Possuir objetivos claros e definidos

Se os times são formados para atingir determinado objetivo, é importante que o mesmo esteja claro e bem definido desde o começo. Sem meta ou objetivo, não existe um time, mas um aglomerado de pessoas com boas intenções, mas incapazes de estabelecer foco ou resolver algum problema.

3. Escolher o perfil ideal

Além das habilidades pessoais de cada um, deve-se levar em consideração o perfil do colaborador que irá compor o time de trabalho do laboratório. Veja algumas características importantes para trabalhar em equipe:

- Evitar conflitos;

- Ser resiliente;

- Ser proativo;

- Respeitar o próximo;

- Ser flexível;

- Colaborar com os demais;

- Ser confiável.

4. Reconhecer o trabalho de todos

Quando um objetivo é atingido, o gestor (líder) deve sempre reconhecer o trabalho de todos. Cada membro do time certamente teve a sua parcela de colaboração, e o reconhecimento é importante para manter a equipe motivada. Do mesmo modo, se algum objetivo não foi alcançado, o líder deve analisar, juntamente com os colaboradores, o que pode ter impedido o resultado e quais ações alternativas poderiam ter sido tomadas. Em um time, não existe apenas um culpado! Por isso, esse exercício é importante para aumentar o engajamento e reduzir a sensação de fracasso.

5. Mensurar o desempenho do time

Um objetivo a ser atingido sempre vem acompanhado de indicadores; somente assim é possível comparar cenários e descobrir se o time está próximo ou não de alcançar determinada meta. Essa análise de desempenho deve ser feita com todos do time, para entender não apenas os resultados obtidos por cada um, mas também possíveis dificuldades encontradas pelo colaborador durante o processo.

Pontos que impedem o sucesso de um time:

1. Tratar as pessoas da equipe com distinção

Como já citado anteriormente, não existe um membro mais importante do que outro dentro de um time. Todos são iguais e devem ser tratados, reconhecidos e cobrados da mesma maneira. Para isso, o gestor deve possuir ou trabalhar a noção de imparcialidade, uma qualidade essencial para sua função como líder.

2. Permitir que o ego atrapalhe a relação profissional

Não deixe que vaidades destruam o objetivo principal do negócio. Para isso, sempre faça um exercício da relevância de cada atitude ou decisão para o futuro do laboratório, deixando de lado pensamentos baseados somente no lucro (a qualquer custo) ou em intrigas desnecessárias.

3. Manter pessoas com baixo desempenho no time

Um time deve sempre amparar o seu elo mais fraco, afinal, todos estão sujeitos a ter um dia ruim e a precisar de ajuda para resolver conflitos dentro do laboratório. No entanto, um funcionário persistentemente desmotivado ou mal-intencionado pode contaminar o ânimo da equipe, que tenderá a produzir cada vez menos. É importante identificar a pessoa com baixo desempenho e tentar ampará-la. Se nada funcionar, será necessário pensar na possibilidade de retirá-la do time.

4. Manter pessoas tóxicas na equipe

Trata-se de um conceito parecido com o das pessoas de baixo desempenho, já que também interferem no funcionamento do laboratório. As pessoas tóxicas são aquelas que não contribuem com o trabalho e que, ainda, tentam dificultar o desenvolvimento das atividades. Essas pessoas costumam criar conflitos internos desnecessários, que acabam desmotivando outros colaboradores.

5. Permitir conflitos entre os funcionários

Um conflito pode ocorrer até mesmo quando não existem pessoas tóxicas no time. Por isso, o líder, ao detectar um possível desentendimento entre os colaboradores, deve chamá-los para resolver a questão imediatamente. Não há nada mais destrutivo para uma equipe do que membros que não possuem uma boa relação entre si.

Montar um time engajado e eficiente envolve diversos fatores humanos e requer aprimoramento constante dos processos de trabalho envolvidos. Embora não se trate de uma tarefa simples, uma vez que exige paciência, dedicação e empatia, vale muito a pena investir em uma equipe capacitada e alinhada com as metas do laboratório, afinal, quando todos trabalham com um único propósito, os resultados são imediatos e satisfatórios, tanto para a equipe como para a empresa.

#equipe #trabalho #laboratório #análisesclínicas