whatsapp.png

Faça parte da nossa rede de apoio ao empreendedorismo laboratorial e receba notícias em seu e-mail e material bônus em seu Whatsapp. 

Clique e conheça nossos apoiadores:

Logo aceleralab.png
Cepheid-logo-horizontal.png
SBAC.png
logo.png

Como identificar um funcionário desmotivado?


Segundo uma pesquisa conduzida em mais de 60 empresas nos Estados Unidos, cerca de 70% dos colaboradores estão insatisfeitos com o trabalho. O dado é mais alarmante quando a pesquisa conclui que um funcionário motivado pode gerar até duas vezes mais retorno do que um trabalhador desmotivado. No post de hoje, falamos sobre como identificar um colaborador desmotivado, e como tentar reverter essa situação. Confira!

A falta de produtividade

O indício mais comum de um funcionário desmotivado é a falta de produtividade. Existem basicamente três formas de identificar funcionários improdutivos: A primeira, é quando o funcionário é tão extrovertido e agitado que você não percebe que ele nunca foi produtivo de fato. O segundo caso, é um funcionário que trabalhava muito bem, mas que recentemente perdeu sua onda de produtividade. Em último caso, existem os colaboradores que não são produtivos faz algum tempo e todo mundo sabe.

As características predominantes são as mesmas em todos os tipos de perfis improdutivos. Identificar um funcionário desmotivado é o primeiro passo para resolver este problema.

Os Tipos de Motivação

Motivação intrínseca

Pessoas que se motivam intrinsecamente são aquelas que precisam saciar as suas necessidades pessoais elementares, como comer, ter onde dormir, conforto financeiro, sentimento de orgulho e satisfação pessoal, entre outros. Eles querem provar a eles mesmos de que eles possuem valor, e que são as pessoas que eles gostariam de ser.

Motivação extrínseca

As motivações extrínsecas aparecem quando os indivíduos querem agradar alguém a fim de receber feedback positivo, aceitação e reconhecimento. Procura-se neste caso um retorno tangível como resultado do bom desempenho, como um certificado, um elogio público, uma bolsa de estudos ou uma nota, entre outras possibilidades. Para essas pessoas, não adianta solicitar uma tarefa “por que eu disse pra fazer”, mas sim, envolver o colaborador em um nível que ele entenda que fazer a tarefa lhe trará reconhecimento.

O que desmotiva os colaboradores

1. A falta de incentivos

Se o seu laboratório possui metas de produtividade desafiantes, é possível que necessite do comprometimento de todos os colaboradores. Para algumas pessoas, além da meta desafiadora, saber que alguma coisa positiva irá ocorrer caso as metas sejam batidas tornará o trabalho mais recompensador, afinal o colaborador irá ter um ganho direto. Esse ganho nem sempre precisa ser monetário, podendo ser uma folga remunerada, ou até mesmo uma atividade de integração com um coffee break pensado com carinho.

2. A falta de estabilidade

Todos nós buscamos segurança para o futuro. Portanto, tente garantir uma segurança mínima, principalmente para os novos funcionários. Como é possível trabalhar de forma mais motivada, e com um maior índice de responsabilidade, sabendo que pode ser demitido no mês seguinte ou que o laboratório poderá não ter dinheiro para pagar o seu salário?

3. Trabalhos chatos e repetitivos

Fazer sempre a mesma coisa, sem nenhum desafio, cria uma monotonia que faz o tempo passar mais devagar. Sempre que possível, diversifique as atividades dos colaboradores, para que além de terem contato com tarefas diferentes, eles aprendam mais sobre o seu laboratório e a importância de um bom trabalho.

4. Ambiente de trabalho ruim

Se a cultura do seu laboratório não é positiva, existem grandes chances dela contribuir para a desmotivação dos funcionários. Uma das formas de melhorar a energia de trabalho é deixar por conta dos funcionários a decisão da forma de recompensa pela produtividade, dentro de um orçamento pré-definido. As recompensas podem ser um almoço coletivo em um restaurante próximo, uma noite de jogos, um happy hour, ou algum outro tipo de atividade de integração.

Criar uma cultura de trabalho positiva é uma excelente forma de aumentar a motivação e produtividade dos seus funcionários, além de aumentar os laços de amizade entre todos do laboratório.

5. Falta de confiança

Inspire seus colaboradores pela confiança. Se você tratar seus colaboradores com respeito, eles se sentirão motivados a fazerem mais pelo laboratório. Confiar algumas informações estratégicas, ou até mesmo incluí-los em decisões rotineiras, ajuda no desenvolvimento dos seus potenciais dentro do trabalho. Se os colaboradores entendem que você os escuta, e valoriza o trabalho deles, eles se sentem parte do sucesso do laboratório. Deixe claro que o sucesso depende de todos, e aumente a cultura do respeito em todos os níveis.

6. Falta de Direcionamento

Se o laboratório não define o trabalho a ser feito, e como deve ser feito, é mais difícil encontrar motivação nas atividades do dia-a-dia. Quem somos? Onde queremos chegar? Para que serve o meu trabalho no laboratório? Como posso contribuir para melhorar meu trabalho? Se você não sabe para onde vai, qualquer caminho serve - incluindo aqueles que vão contra o que o laboratório deseja, como atender de mau gosto os clientes.

Defina quais são os grandes objetivos do seu laboratório e comunique a todos os funcionários. Dessa forma eles mesmos saberão como medir se o desempenho de trabalho está de acordo com o esperado.

Quando entendemos que a nossa presença é útil para o laboratório e para a comunidade, o nível de engajamento aumenta. Trabalhos voluntários que tragam benefícios visíveis para a comunidade também são importantes contribuições para o engajamento profissional.

7. Falta de oportunidades

Um grande fator motivacional é quando se tem possibilidade de crescimento no lugar onde trabalhamos. No laboratório, mesmo sendo mais difícil de ter uma estrutura formal de cargos e salários, é sempre reconfortante saber que uma recepcionista pode ser transferida para um cargo administrativo, ou até mesmo, caso ela busque qualificação, ser uma das novas coletadoras do laboratório.

O mais importante é saber qual é a expectativa de cada funcionário. Por esse motivo, mantenha um canal de comunicação aberto para falar sobre carreiras, oportunidades de crescimento e outros fatores que interessam para o colaborador.

Cuidado: O que desmotiva nem sempre é o que motiva

Nem sempre o que desmotiva um funcionário, será um fator de motivação quando sanada a pendência. O atraso de pagamento dos funcionários, por exemplo, é um fator altamente desmotivante, mas pagar o salário em dia não traz mais motivação para o colaborador, visto que ele espera que o pagamento ocorra sem maiores problemas.

Também é preciso reforçar que empregados com diferentes níveis de escolaridade e bagagem emocional. Os colaboradores possuem motivações únicas, e que devem ser analisadas conduzidas pelo gestor.

#desmotivar #desmotivação #funcionáriosdesmotivados #análisesclínicas